Conheça quem apoia os nossos resgates.
Nos ajude mensalmente. Saiba como!
Assista aos vídeos do nosso dia a dia.
Siga-nos pelas redes sociais.
Dúvidas? O Rancho Responde!
Bootstrap Slider
Página Inicial Cotia-SP, 19 de Maio de 2019



Área do Associado

E-mail:
Senha:
Lembrar senha 




Diversas manifestações neste domingo anteciparam o Dia Internacional dos Direitos dos Animais.

Cerca de 150 ativistas realizaram uma manifestação na av. Paulista, neste domingo (6), na véspera do início da conferência do clima de Copenhague. Eles propunham o veganismo, abstenção de todo tipo de produto derivado de animais, como carne e leite, como solução para o problema do aquecimento global.

Os manifestantes divulgavam o relatório “A Grande Sombra da Pecuária”, feito pela Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO/ONU), que relatava que o gado é responsável por cerca de 18% do aquecimento global, uma contribuição maior que a do setor de transportes, de cerca de 15%.

Eles levavam balões simbolizando os gases metano e CO2, emitidos pela atividade pecuarista, e distribuíram 7 mil panfletos. Havia também uma fantasia simulando uma vaca, similar a usada na festa de bumba meu boi.



Também ressaltam que a maior parte do desmatamento da Amazônia é devido à pecuária, seja para a plantação de soja para alimentar o gado no exterior ou para a criação direta dos animais no pasto.

Com início às 10h30 para panfletagem, a passeata foi das 13h às 14h30. O evento fechou duas pistas da avenida, com apoio da Polícia Militar.

Os manifestantes também chamaram a atenção para o Dia Internacional dos Direitos Animais, comemorado na quinta-feira (10). “Todos os animais têm o direito à vida e à liberdade, livres da exploração humana”, diz comunicado do grupo Veddas (Vegetarianismo, Defesa dos Direitos Animais e Sociedade), organizador do ato.

“Ao tomarmos suas vidas para servirem aos interesses da nossa espécie, confinando-os e privando-os de todas as suas necessidades, desde as mais básicas, estamos destruindo não somente as suas vidas, mas também a nossa própria possibilidade de sobrevivência nesse planeta”, completavam.

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/folha/ambiente/ult10007u662616.shtml

------------------------------------------

Manifestantes exibem carcaças de animais no centro de Madri

07 de dezembro de 2009
Por Raquel Soldera (da Redação)

Ativistas da associação Igualdad Animal exibiram os cadáveres de cerca de 100 raposas, coelhos, visons, ovelhas, galinhas e porcos no centro de Madri, no último domingo (6), em um protesto contra a crueldade aos animais.


Ativistas da IgualdadAnimal durante uma manifestação para a abolição da escravidão animal na Praça Puerta del Sol, em Madri. (Imagem: AFP)


Os manifestantes, todos vestidos de branco, se reuniram na praça Puerta del Sol, no coração da área turística da capital, cada um carregando um dos animais mortos.

O protesto teve o intuito de marcar o Dia Internacional dos Direitos Animais e “chamar a atenção para a vida terrível de cada um desses animais”, disse a associação IgualdadAnimal, que organizou o protesto.

Os militantes recuperaram os cadáveres das explorações agrícolas, matadouros e reservas de caça em todo o país.

“Em 10 de dezembro, o Dia dos Direitos Humanos é comemorado em todo o mundo. Por muitos anos, o Dia dos Direitos Animais também foi comemorado, para mostrar que os animais que não pertencem à espécie humana também merecem respeito”, disse um comunicado.

Com informações de AFP

Visto no ANDA

Mais imagens diretamente do Flickr da Ong Igualdad Animal
http://www.flickr.com/photos/igualdadanimal/























------------------------------------------

Passo Fundo-RS sedia primeiro Dia Internacional dos Direitos Animais oficial do país


Neste sábado, dia 12 de dezembro, a cidade de Passo Fundo, uma das maiores do Interior do Rio Grande do Sul, com cerca de 200 mil habitantes, vai sediar um inédito DIDA – o Dia Internacional dos Direitos Animais. Será o primeiro local do país a incluir a data no Calendário Oficial do Município, conforme lei aprovada no último ano. Os grupos locias CAPA e Com PaTA, e Vanguarda Abolicionista, de Porto Alegre, vão promover uma série de atividades visando a conscientização sobre a exploração dos animais e o especismo.

No sábado, às 8h, ativistas vão discutir o DIDA no programa ‘Por Falar em Ecologia’ da Rádio Diário AM. Às 9h, Feira de Adoção de Cães e Gatos realizada pelo Clube dos Amigos e Protetores dos Animais. Às 10h será celebrado culto ecumênico para abençoar os animais. A partir das 11h, distribuição de material impresso sobre os direitos animais à população de Passo Fundo.

Depois de uma pausa para almoço vegano, as atividades reiniciam às 14h com a inauguração do Ambulatório de Atendimento Veterinário Gratuito de Passo Fundo.

Às 16h, ativistas vão falar sobre o DIDA no programa ‘Avesso no Rário’, da Rádio UPF FM, e às 18h30min será exibido o documentário ‘A Carne É Fraca’, na Câmara Municipal de Passo Fundo. O sábado se encerra com confraternização vegana a partir das 20h30min.

No domingo, 13, mais atividades centradas no DIDA. Às 14h, na sede municipal do PSB, inicia um ciclo de exibição de filmes sobre Direitos Animais, seguido de debate. Durante todo o final de semana, panfletagem e distribuição de materiais produzidos em português pelo grupo alemão Vida Universal, e entrega de cópias da Declaração Universal dos Direitos Animais, do grupo inglês Uncaged, com coleta de assinaturas de autoridades e populares.

Contatos
E-mail: vanguardaabolicionista@gmail.con
Site: www.vanguardaabolicionista.com.br

Fonte: Vista-se